Search for:

Crédito, financiamento e empréstimo são conceitos que aparecem muito no dia a dia dos empresários e é muito importante entender o que são e como estão relacionados à pessoa jurídica. Escolher a maneira de receber crédito tem muitos caminhos, mas são poucos os que se encaixam, da melhor forma, na realidade da sua empresa.

 

O que é e quais são as formas de obter crédito?

O Mercado de Crédito é um dos quatro que compõem o mercado financeiro, e se caracteriza por operações de curto e médio prazo entre um intermediário e um deficitário, na qual este último busca suprir as suas necessidades de caixa, tanto como consumidor quanto como empresa, através de financiamentos e empréstimos.

Mas qual a diferença entre financiamento e empréstimo? O financiamento é feito para pagar alguma transação de bem ou serviço já definido na hora da solicitação do valor para o intermediário, enquanto que o empréstimo é indefinido e pode ser usado para qualquer fim que o deficitário deseje.

Portanto, a dinâmica do processo de obter crédito ocorre de maneira que, o deficitário, sendo uma pessoa física ou jurídica, recorre a um intermediário, banco ou fintech, em busca de um valor para pagar alguma pendência ou investir em algo de sua vontade. As formas são diversas e, para pessoas jurídicas, são elas:

 

Antecipação de Crédito ao Lojista (ACL)

A ACL tem como objetivo a obtenção de fluxo de caixa através da antecipação do valor das vendas feitas com cartão de crédito.

 

Antecipação de Recebíveis

Financiamento do intermediário para notas fiscais que o deficitário busca adiantar para obter capital de giro para a sua empresa. Para mais detalhes, clique aqui ou acesse o site do Adiante Recebíveis.

 

Conta Garantida

A conta garantida funciona paralelamente à conta corrente com um valor fixo para que a empresa consiga pagar suas contas e obrigações que não possam ser supridas pela conta corrente da mesma. Se comparado à uma pessoa física, essa ação se assemelha ao cheque especial.

 

Crédito Rotativo

Uma linha de crédito é aberta à empresa com um limite já definido e fica a disponibilidade do deficitário para ser usada de acordo com as suas necessidades, sendo válido ressaltar que conforme o uso, o limite diminui, e volta a aumentar apenas após a liquidez dos valores tomados.

 

Hot Money

O Hot Money é um crédito de curto ou curtíssimo prazo destinado à empresa que não tem capital de giro e precisa realizar um pagamento pontual de forma rápida.

 

Vendor

A empresa cede ao banco seus direitos creditórios de vendas parceladas ou no crédito, com D+30 ou mais, em troca de ter esse valor, menos a taxa de juros, em D+0 no caixa.

 

Taxa de Juros do Crédito – Financiamentos e Empréstimos

Todos os meios acima de obtenção de crédito envolvem uma taxa de juros que varia de acordo com cada categoria e cada intermediário. É importante destacar que o que é levado em consideração são três fatores: risco, prazo e valor. O risco está atrelado à possibilidade do deficitário ser inadimplente, ou seja, não pagar o que deve. O prazo está relacionado ao tempo que o valor emprestado será retornado para o intermediário. E, por fim, o valor é a quantia solicitada. Deste modo, os três fatores citados acima, somados às políticas internas das instituições, contribuem para o valor da taxa de juros atribuída a cada transação.

 

Em suma, crédito, financiamento e empréstimo para pessoa jurídica ocorre de diversas formas e é por isso que é muito importante entender qual a transação que mais se encaixa com a realidade e necessidade financeira da sua empresa.

Escreva um comentário